Aranha, formiga, piolho e abelhas… Como evitar o ataque desses insetos?
O alergista Fábio Castro da dicas e explica o que passar e o que não passar de jeito nenhum na picada.

Se você for picado por algum inseto, lave a região com água e sabão. Gelo pode aliviar a coceira e a dor. Evite coçar e use um creme hidratante ou vaselina para melhorar essa sensação. O repelente pode prevenir picadas de pernilongos e borrachudos, mas não tem ação contra abelha, vespa e formiga, por exemplo. E o que não fazer? Nada de pomada antialérgica!

As picadas podem se diferenciar entre aquelas que injetam veneno e aquelas que sugam sangue. Pernilongo, pulga e borrachudo sugam, já vespa, abelha, formiga e aranha injetam o veneno. São três as reações a picada de insetos. A reação tóxica, mais comum e simples, onde o local da picada fica dolorido, inchado e coça. A reação tóxica sistêmica, que é um quadro mais grave. Acontece quando uma grande quantidade de veneno é injetada na corrente sanguínea. A outra é a reação alérgica, mais grave ainda e pode até matar.

Cuidados em lugares abertos
O Bem Estar foi até um parque mostrar que cuidados temos que ter em espaços abertos. A formiga lava-pés é muito comum nesses lugares. Ela tem um veneno que pode causar alergias sérias. Por isso, fique longe do formigueiro.

Já as aranhas são mais discretas e vivem sozinhas em teias ou debaixo da grama. As que fazem teia costumam ser menos venenosas, diferente das que se escondem. Por isso, não coloque a mão em lugar nenhum sem antes observar. Use um graveto para afastar as folhas antes de se acomodar para o piquenique.

Com as abelhas os cuidados são diferentes. Elas são atraídas pelo nosso cheiro e cor de roupa. Evite perfumes doces e roupas com cores vibrantes. Se encontrar uma abelha, mantenha a calma. Elas so atacam quando se sentem ameaçadas.

Epidemia de selfies aumenta incidência de piolhos na população.

DEIXE UMA RESPOSTA